Copyright © 1998-2001 MV Portal de Cifras  
 
                                                                  
Esta página é parte integrante de MV Portal de Cifras (http://www.mvhp.com.br)
Este material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.

Samba Enredo 2010
Tom: G#
 G#  D#7  G#
\"Vai passar\"
              F7      A#m       F7
Nessa avenida mais um samba popular
   A#m          F#     D#7      F#
Mangueira até \"parece um céu no chão\"
   A#m           D#7 G#    D#7
É música vestida de emoção
 G#                 F#7  F7
Com notas e acordes refletiu
         A#m      F7          A#m
Em suas cores o orgulho do Brasil
    G#7        C#m
Nas ondas do rádio,
     F7          A#m
De norte a sul viajei
                 C#m
Do sonho dourado embarquei
 F7  A#m  D#7 G#
Parece magia
 G#             D#
Vai, minha inspiração
           Fm                 Cm  G7 G#7
\"Num doce balanço a caminho do mar\"
 C#m       D#7      G#m
Vem me trazer a canção
      A#m  D#7    G#
Pro mundo se encantar
   D#7    G#        F7      A#m
Tantas emoções em verde e rosa
              D#7       G#
Brilham as estrelas imortais                       (bis)
            C#7        C7
\"Bate outra vez\" uma saudade
            A#m6    C7    Fm  (D# G#)/D#7
Lembro dos antigos carnavais
 G#          D#
Um verso me levou
C7 Fm       D#m   G#7
Do rock à Jovem Guarda
 Fm        D#7        C#m        F7
Fui \"caminhando e cantando\" ao luar
        A#m7         A#m   D#7
\"Com a Tropicália no olhar\"
  G#      D#      C7    Fm
Atrás do trio eu quero ver
D#m      G#7 Fm       F#7   B7+
O baile começar e a noite adormecer
    D#7             Cm
\"O sol nascerá\", as cortinas irão se fechar
 F#7   F7        A#m           D#7      G#
\"Folhas secas\" virão e o show vai continuar
 G#  D#7 G#  F7       A#m    
Meu coração é verde e rosa
  D#7               G#
Descendo o morro, eu vou           (bis)
   F7                A#7
A música, alegria do povo
  A#m         D#7     G#
Chegou, a Mangueira chegou
Enviada por Grupo Ti Seduzir
100 Anos Do Frevo, É De Perder O Sapato. Recife Mandou Me Chamar
Tom: Am
Am            A7
Ao som de clarins  
   Dm
Descendo a ladeira  
Bm5-/7 E7  Am  A7
Sou  Mangueira  
             Dm   G7
Tem frevo no samba,  
            C   Am
Deu nó na madeira  
Bm5-/7        E7         A   E7
Orgulho da cultura brasileira  
   A            E
A majestade é o povo,  
     C#m5-/7 F#7        Bm
Sem o povo história não há  
Dm           G7      C        Am
Estende o brasão, reflete o leão,  
Bm5-/7     E7         Am E7
Símbolo de garra e união 
Am A7 Dm             G7
Capoeira invade os salões  
     C        E7         Am  A7
Mascarados, despertam dragões  
        Dm G7          C   Am
E pelas ruas, vem Zé Pereira,  
Bm5-/7      E7     Am E7
Arrastando a multidão 
A                    F#7          Bm  F#7
Nascia o frevo contagiando toda a massa   
  Bm                 E7           A  E7
E até hoje tem Colombina e seus amores  
A        E7        A    
Passo no bloco das flores  
              Em       A7      D     
O profano é sagrado no maracatu  
                   Dm  G7               C#m  F#7
Nos cem anos de história, desperto a alvorada  
    B7         E7/9       Am
Brincando no Galo da Madrugada  
  A7       Dm       G7      C        Am
Invade a cabeça, o corpo, embala os pés  
          Bm5-/7 E7   Em5-/7  A7
Delírio da massa, um fervo!  
       Dm                 G7  
É a Mangueira no passo do frevo  
   C                   Am
Voltei de sombrinha na mão  
 Bm5-/7        E7         A E7
Sonhando em gritar é campeã 
            A     F#7 Bm
Mandou me chamar, eu vou  
      E7        A  E7
Pra Recife festejar  
             A A7     D
Alegria no olhar, eu vejo  
   Bm       E7       A   E7
É frevo, é frevo, é frevo 
Mangueira 2007
Tom: G
 G          D7             G      E7/G#     Am 
Vem no vira da Mangueira vem sambar 
     D7/9            D7          G 
Meu idioma tem o dom de transformar  
       D7/4              G       G7         C   C#º 
Faz do palácio do samba uma Casa Portuguesa 
          G                  D7      G 
É uma Casa Portuguesa com certeza 
G          D7             G  D7/F#   Em  E7/G#  Am 
Vem no vira da Mangueira        vem sam___bar 
      D7/9            D7       G 
Meu idioma tem o dom de transformar  
 D7/4              G       G7         C   C#º 
Faz do palácio do samba uma Casa Portuguesa 
           G     E7/G#  Am    D7     G        D7 
E uma casa portu__guesa com certeza       
G       Am  Bm   C7+ 
Quem sou eu? 
                    Bm         E7   Am  E7 
Tenho a mais bela maneira de expressar 
Am           D7       Am       D7         G        D7 
Sou Mangueira... uma poesia singular. (eu fui) 
Bm7/b5  F7  E7                     Bm7/b5  E7           Am  Dm G7 
Fui         ao Lácio e nos meus versos   canto a última flor 
Cm                        Gm     Bb7/13 
Que espalhou por vários continentes 
D#7              D7  D7/5+ 
Um manancial de amor 
           Gm       D7 
Caravelas ao mar partiram 
        Am7/b5   D7       Gm 
Por destino encontraram o Brasil... 
D7/5+          Gm   G7   Cm 
Nos trazendo a maior riqueza 
Cm/Bb    Am7/b5          D7      Gm   G7  
           A nossa Língua Portuguesa 
     Cm        F7              Bb7+        Eb7+ 
Se misturou com tupi tupinambrasileirou 
       Am7/b5          D7     Dm7/b5 
Mais tarde o canto do negro ecoou 
G7  Cm      D7         G    D7 
Assim a língua se modificou 
      G      Am       Bm 
Eu vou nos versos de Camões 
      C7+    Bm    E7           Am   Dm G7 
Às folhas secas caídas de Mangueira  
Cm          D7      Gm     Bb7/13 
É chama eterna dom da criação 
D#7                D7       G       D7 
Que fala ao pulsar do coração 
      G           G7+ 
Cantando eu vou 
G6            G7+     Bm     
Do Oiapoque ao Chuí ouvir 
                          Dm7 
A minha pátria é minha língua 
   G7                           C 
Idolatrada obra-prima te faço imortal 
Cm6    F7/9             G     F7 E7 
Salve...poetas e compositores 
                        Am 
Salve também os escritores 
D7/4              D7        Dm7 G7 
Que enriqueceram a tua história 
       C      
Ó meu Brasil... 
D/C          D7          Bm        Bm7 
Dos filhos deste solo és mãe gentil 
Em          Em/D       Am/C        Am  
Hoje a herança portuguesa nos conduz 
Am/G   D7/F#  G 
A Estação da Luz!
Enviada por Yuri do Engenhão
Hino da mangueira 
Tom: G 
Intro: G / D7 / G / D7
Solo: 45 , 34 , 34 , 34 , 34 , 35 , 35 , 35 , 23 , 34 , 
45 / 45 , 32 , 34 , 35 , 34 , 32 , 32 , 34 , 42 / 32 , 
32 , 32 , 32 , 32 , 32 , 32 , 32 , 32 , 44 / 44 , 30 , 
32 , 34 , 30 , 35 , 32 , 34 , / 23 , 23 , 23 , 23 , 
23 , 23 , 23 , 12 , 23 , 21 / 21 , 21 , 21 , 21 , 21 , 
21 , 21 , 21 , 20 , 21 , 23 , 21 , 20 , 20 , 21 , 23 / 
45 , 34 , 23 , 45 , 34 , 32 , 34 , 35 , 34 , 32 , 32 , 
34 , 45 / 45 , 34 , 23 , 45 , 34 , 32 , 34 , 35 , 34 , 
32 , 32 , 34 , 42 / 35 , 35 , 35 , 37 , 35 , 33 , 35 , 33 , 
42 , 42 / 42 , 44 , 45 , 21 , 20 , 32 , 20 , 20 / 23 , 23 , 
23 , 23 , 35 , 34 , 32 , 35 , 34 , 32 , 42 , 42 / 40 , 42 , 
34 , 34 , 34 , 34 , 44 / 23 , 23 , 23 , 23 , 35 , 34 , 32 , 32              
         $
            G                D7             G
            mangueira teu cenário é uma beleza
             %    Bm5-/7  E7  Am E7  Am E7
            que a natureza crio ( ôoo )
              Am             Am5+            Am6
            no morro com seus barracões de zinco
             Am5+      Am      D7        G          %
            quando amanhece que explendor
                   Dm         G7        C           %
            todo mundo te conhece ao longe 
                  Cm                 D7
            pelo som dos seus tamborins
                   G             D7
            e o rufar do seu tambor 
             
            G        D7     G     E7      Am     D7
            chego ( õoo ) , a mangueira chego ( ôo )
             G    D7
            chegoou 
            G        D7    G      E7      Am    D7
            chego ( ôoo ), a mangueira chego ( ôo )
G Bm^Bbm    Am               %            %            %
            mangueira teu passado de glória 
                    D7  %    g     Gb^F
            está gravado na história
          
              E7        %
            é verde e rosa 
               Am              %
            a cor da sua bandeira
                    A7         %
            pra mostrar pra essa gente 
                D              D7            Ao  $
            que o samba é lá em mangueira  

 

Enviada por felipe eduardo medeiros ( felipe do cavaco )
yes nós temos braguinha
Tom: C  
Intro: C / G7 / C / G7
C % %       A7                             Dm  A7
vem ouvir de novo o meu cantar ( canta mngueira )
Dm Dm5+ Dm6 Dm5+ Dm G7
vem ouvir as pastorinhas 
C C7                      Fm %
a luz de um pássaro cantor
G4/7 G7                  C G7
yes nós temos braguinha ( óh época )
C G7     C Dm^D#m^Em  A7               Dm A7
bela época , quando o poeta floresceu ( floresceu )
Dm Dm5+ Dm6 Dm5+ Dm G7
óh meu rio , então cantando amanheceu
C % C7      %                   F 
    num fim de semana em paquetá
  %           Fm     G7        A A7 ( OU Em A7 )
ouvir carinhoso , amei ao luar
Dm        %         %       % C A7
láura , que não sai da minha mente 
Dm          G7                 C A7
morena a saudade mata a gente ( óh láura )
Dm        %          %       % C A7
láura , que não sai da minha mente 
Dm          G7
morena a saudade mata a gente 
C     %    Dm          G7
hoje tem fogueira viva são joão 
C     %    Dm          G7
mané fogueteiro vai soltar balão 
C     %    Dm           G7
hoje tem fogueira viva são joão
C     %    Dm           G7
mané fogueteiro vai soltar balão
C  G7
carnaval 
C G7 C Dm^D#m^Em A7               Dm A7
carnaval , o povo vibra de alegria
Dm Dm5+ Dm6 Dm5+ Dm G7
ao cantar , a tua poesia
C % C7 %            F       % 
    será , que hoje tudo já mudou 
      Dm  G7  C     G7
onde andará , o arlequim tão sonhador
C      A7         Dm  %   
chora pierrô ,chora
    %         G7    Em     A7 
se a tua colombina for embora
Dm  %    G7      %        C    Bb7 
samba , a mulata é a tal ( é a tal )
A7  %   Am6   %     Dm         G7
salve a loirinha dos olhos claros de cristal 
C A7            DM      
 é no balancê , balancê
       G7              
que eu quero ver balançar
C A7         Dm    G7
 é no balanço que a mangueira vai passar 
C A7             Dm
 é no balancê , balancê
        G7
que eu quero ver balançar 
C A7         Dm    G7
 é no balanço que a mangueira vai passar .
VOLTA AO $ ...
Enviada por felipe eduardo medeiros ( felipe do cavaco )
Das águas do velho chico nasce um rio de esperança
Tom: Eb
Intro: Eb B7 Bb7 Ebm
   Eb  Bb7 Eb
Vou navegar...
  C7                    Fm     C7
Com a minha Estação Primeira
Fm       Fm5+     Fm6       Bb7      Eb       Bb7
Nas águas da "integração", chegou Mangueira
   Eb    Bb7 Eb  Bbm       Eb7   Ab
Opará... Rio-mar, o nativo batizou
    Abm       Ebm                    B7 Bb7 Ebm
Quem chamou de São Francisco foi o navegador
              Eb7     Abm
Na serra, ele nasce pequenino
         Db7                           Gb
Ilumina o destino, vai cumprir sua missão
Eb7  Abm    A°              Ebm 
Se expande pra mostrar sua grandeza
   B7         Bb7        Eb
Gigante pela própria natureza
  Bb7          Eb       C7      Fm
A carranca na Mangueira vai passar
         Bb7                   Eb Eb7
Minha bandeira tem que respeitar                  (bis)
           Abm          A°     Ebm
Ninguém desbanca minha embarcação
          B7              Bb7    Eb Bb7
Porque o samba é a minha oração
  Eb                      Gm
Beleza... o bailar da piracema
                Bbm   Eb7    Ab
Cachoeiras, um poema à preservação
 Abm                        Eb
Lendas... ilustrando a história
   B7        Bb7       Eb   Bb7
Memórias do Valente Lampião
  Eb    Fm    Gm   Fm       Eb   C7     Fm
Mercado flutuante, um constante vai-e-vem
C7 Fm      Fm5+  Fm6   Bb7             Eb
 Violeiro, sanfoneiro, que saudade do meu bem
Bbm           Eb7                   Ab 
O sabor desse tempero, eu quero provar
 Abm       Ebm         B7    Bb7    Ebm
Graças à irrigação, o chão virou pomar
      Eb7           Abm         Bb7  Ebm
E tem frutas de primeira pra saborear
  Abm     Bb7     Ebm      Abm         Bb7    Ebm
Um brinde à exportação, um vinho pra comemorar
        B7           Bb7
O Velho Chico é pra se orgulhar
      Ebm   Eb7  Abm
O sertanejo sonhou
         Db7         Gb
Banhou de fé o coração                       (bis)
Bb7      Ebm  Eb7       Abm
E transbordou em Verde e Rosa
 B7        Bb7    Ebm Bb7
A esperança do sertão

Enviada por Didi do cavaco
Mangueira energiza a avenida.
Carnaval é pura energia e a energia é o nosso desafio (Mangueira 2005)
Tom: A
    E7       A
A energia do samba 
        F#7        Bm 
é combustível pro amor
E7        A     E7
Sou Mangueira                           Bis
     A             A7         D     
Nos braços do povo, fazendo fluir
          E7         A              E7
A verde e rosa na sapucaí    Mangueira
A                E7        A      Bm – Cm- C#m
Mangueira despontou no infinito
        B°      Bm      F#7
Uma explosão de cor
 Bm      Bm7+            D
Em sua sutileza em tom divino
E7               A    E7
O universo DEUS criou
A   G7 F#7
Fez a luz
                Bm   A7
Separou da escuridão
D           Bm7/5-  C#m    F#7
Coloriu de verde e rosa
Bm7     E7   A    E7
Toda  sua criação
         Am         A7      Dm
O mundo gira avança tecnologia
    Bm7/5-     E7           Am    E7
A ciência faz o homem acreditar
     Am           A7         Dm   Bm7/5-  E7    Am   E7
Que a vida é uma fonte de energia ,pra        sonhar
         Am         A7         Dm    Bm7/5-  E7   Am  E7
O vento corta o mar faz o moinho girar,vem   sambar     
         Am          A7              Dm
Com pensamento de amor traz alegria no olhar                 Bis
        Bm7/5-    E7            Am        E7
Que a energia        negativa não vai te pegar
    
    A                   E
O desafio é o ciclo da vida
   Em             A7           D
A água banha e guarda o tesouro desse chão
     Bm7/5-    E7             Am
Da terra    vi brotar tanta beleza
      B7                 Bm7     E7
Do ventre da mulher uma nação
         A                    E
Mangueira, tu és o ar que eu respiro
    Em       A7           D
O fogo que aquece o meu coração
      Bm7/5-           E7         C#m   G7- F#7
A esperança      de um novo amanhecer
       B7           Bm7     E7
É  reciclar ,   sobreviver
A           E
Se me desafiar 
       Em  A7            D
Pode contar, não vou desistir
Bm7/5-        E7       C#m         F#7
Pois      a energia é o nosso desafio 
   Bm7        E7      A
E o nosso desafio é aqui
Enviada por Bruno (Expressão S/A)

 

Mangueira redescobre a estrada real, e deste eldorado 
faz seu carnaval(Mangueira 2004)
Tom: C
Introd: F-G7-C-A7-Dm -G7-C
   G7        C
Eu vou embarcar
              Gm  C7
Na Estação Primeira
F           F#o    C       A7
Tesouro do Samba, minha paixão
D7/9 G7/6  C
"Eh trem bão"
C
Mangueira
               A7          Dm
Um brilho seduziu o meu olhar
   A7        Dm
Me fez encontrar
              G7
A estrada do sonho
        Dm        G7        C  C7
Real desejo de poder e ambição
   Fm                   Cm  G7 Cm
As trilhas, bordadas em ouro
C7         Fm     G7          Cm       G7
Levaram tesouros, a caminho do mar (teu chão)
Cm             C7           Fm
Teu chão é um retrato da história
    Bb7               Eb7-D7-Db7-C7
E o tempo não pôde apagar
Fm         G7        Cm   Eb7
Hoje eu descubro a beleza
    Ab7      G7       C 
Que faz a riqueza voltar
G7          C    A7    Dm
Por belos recantos, andei
         Bm7/5b  E7  Am-Abm-Gm-
Das suas águas, provei
C7    F         G7      C    A7
De mansinho eu peço passagem
      D7           G7     c    G7
A Mangueira vai seguir viagem
Cm      G7   Cm
Que tempero bom
                    C7           Fm   C7
Pode avisar que a comida está na mesa
Fm         Ab     G7
Se a pinga não "pegar"
    Dm7/5b       G7     C    G7
Eu chego ao Rio com certeza
C                          E7
Na arte, eu vi obras que o gênio esculpiu
Gm           C7        F   A7   Dm  C7     
Igrejas, o barroco emoldura o Brasil
   Fm           G7         Em        Bb7-A7        
Oh Minas, és um berço de cultura és raiz
                            D7
Que brilha forte em verde e rosa
Dm             G7           C    G7
Herança e patrimônio de um pais
Os Dez Mandamentos - O Samba da paz canta a saga da liberdade
(Mangueira 2003) 
Tom: C
 C     G7     C
Um clarão no céu
          A7/9  Dm   A7
Iluminou, mangueira
Dm
Surge um caminho de luz
          G7        C      G7
pra mergulhar na história
Cm   C7        Fm
No Egito um faraó
          Bb7              Eb    C7
poder e riqueza, cruel tirania
     Fm       G7       Cm    
e um povo, sonhava na lama
Eb7          Ab7 G7         C    G7
que o libertador, ali nasceria
    C       G7       C
Flutua, nas águas do Nilo
              A7/9     Dm    A7
a esperança guiando o menino
Dm
criado, no luxo da corte
              G7              C    G7
enfrenta o deserto sagrado destino
Cm            C7      Fm
É O VENTO QUE SOPRA POEIRA
Bb7                        Eb G7
SEGUE O HOMEM EM BUSCA DA FÉ
Cm          C7      Fm
DO ALTO UMA VOZ ANUNCIA
   G7               Cm (C na segunda)  G7
A CERTEZA DE UM NOVO DIA
C          Dm     Em   G7
Moises desafia o rei
         C     A7/9     Dm    A7
a ira divina desaba na terra
Dm                    
libertação, e num gesto encantado
G7               C      G7
o mar virou passarela
Cm       C7   Fm
decrença ilusão
G7                    C  
no ouro a falsa adoração
     G7      C        A7        Dm
a vontade de Deus é a lei da verdade
        E7             Am-Abm-Gm-C7
foi revelada pra humanidade
F6         G7       Cm          Eb7     
mostra pro mundo Brasil, meu Brasil
Ab7/6     G7       Cm             G7   
o caminho da felicidade (quem plantar)
Cm       C7    Fm
QUEM PLANTAR A PAZ
G7           Cm  C7
VAI COLHER AMOR
         Fm  F#°       Cm    Eb7
UM GRITO FORTE, DE LIBERDADE
   Ab7/6      G7       Cm    G7             G7
NA ESTAÇÃO PRIMEIRA ECOOU (quem plantar)2a(um clarão!)
Estação Primeira de Mangueira  2002
Brazil com Z é pra cabra da peste, Brasil com S a nação do nordeste
Tom: Eb
Intro: G# A°  Gm  C7  Fm  Bb7  Eb
 Eb       Bb7      Eb
  Vou invadir o nordeste
      Bb7       Eb    
  Seu cabra da peste
      C7  Fm    C7
  Sou mangueira
Fm       Fm5+    Bb7
  Com forro e xaxado
         Fm5+       Fm
  O filho do chão rachado
 Bb7           Bb7/4 B7 Eb       Bb7
  Vem com estação primeira (mangueira)
     Eb  Bb7   Eb
  Mangueira encanta
                      C7        Fm      C7
  E canta a historia que o povo faz õ ô ô ô
 Fm        Fm5+    C7      Fm5+     Fm
  vem mostrar a nação do valente sertão
      Bb7         Bb7/13     Eb   
  De guerras e de sonhos imortais
Bb7  Ebm     Eb7  G#m
  A cada invasão uma reação
      C#7               F#         Bb7
  Pra cada expedição um brado surgia
       Ebm  Eb7       G#m
  Brilhou o sol no sertão 
    B7        Bb7  Ebm  Bb7
  à luz de um novo dia
  Ebm   Eb7    G#m
  lendas e crendices
     C#7        F#       Eb7
  misterios que vem ao luar
      G#m        Bb7/9b Ebm     F#7      
  no velho chico naveguei, naveguei
      B7  Bb7  Ebm
  com meu cantar
Eb7             G#m
  no canto e na dança
       C#7        F#
  no pecado ou na fe
         B   F#7 Ebm7/5- F#  Ebm7/5-
  vou  seguir  no arrasta    pé
          Bb7       Ebm  Eb7
  Deixa o povo aplaudir
               G#m
  ao som da sanfona 
         C#7       F#     
  vou descendo a ladeira
  Bb7   Ebm  Eb7   G#m  
  com o trio da mangueira 
         Bb7     Bb7/13b(So na 2a) Eb  Bb7
  doce cartola sua alma esta aqui  (meu padim)
Eb       G#7   Eb
  padim padre Ciço
              C7   Fm   C7
  faça chover alegria
 Fm       Fm5+ Bb7 Fm5+    Fm             
  pra que cada gota seja o pão
Bb7       Eb   Gm
  de cada dia
Cm        Bbm
  jogo flores ao mar
                  Eb7
  pra saudar iemanjá
         Bbm        Eb7           G#
  e na lavagem do bonfim eu peço axé
             A°   Gm         C7
  terra encantada e predestinada
   Fm        Bb7    Bbm  Eb7
  sua beleza nao tem fim
  G#          A°  Gm         C7
  Brasil, no coração eu levo paz
  Fm7/9         Bb7    Eb          Bb7       Eb
  Pau de arara nunca mais (vou invadir o nordeste)
Se todos fossem iguais a você - Tom Jobim
Tom: Dm  
 A7    Dm      G        C        A7        Dm      G       C
É carnaval, é a doce ilusão, é promessa de vida no meu coração
 A7    Dm       G       C         A7        Dm     G         C          G
É carnaval, é a doce ilusão, é promessa de vida no meu coração
    C            G      C                A7            Dm     A7
Mangueira vai deixar saudade quando o carnaval chegar ao fim
Dm                     G                              C       G
Quero me perder na fantasia que invade os poemas de Jobim
  C              A7          Dm
Amanheceu, o Rio canta de alegria
 G                         C       G
Aconteceu a mais linda sinfonia
   C           A7     Dm        E                    Am       C7
O sol já despontou na serra, molhando o seu corpo sedutor
   F            Fm         C   A7     Dm        G     C      C7
O mar beija a garota de Ipanema,   a musa de um sonhador
  F            Bb7        Em     A7 Dm         G      C
O mar beija a garota de Ipanema,   a musa de um sonhador
  A7    Dm           G
É carnaval ...  (Mas vem ... )
C          G          C                      A7                 Dm      A7
Vem, vem amar a liberdade, vem cantar e sorrir,  ter um mundo melhor
Dm                      G                  G7/ 5+          C      G     C
Vem, meu coração está em festa, eu sou a Mangueira em Tom maior
                   A7                                                Dm
Salve o samba de terreiro, salve o Rio de Janeiro, seus recantos naturais
F        Fm       C       A7   Dm          G              Gm       C7
Se todos fossem iguais a você,     que maravilha seria viver
F        Bb7     Em       A7  Dm           G           C              G
Se todos fossem iguais a você,    que maravilha seria viver   ( Mangueira ... )
Trinca de Reis
Tom: 
A                   F#7   Bm
Lá do alto Mangueira anuncia
            E                        A
Trinca de reis que ao Rio trouxe alegria
                   F#7         Bm
Valter Pinto, seu teatro de revista
         E                        A
Revolucionou e revelou grandes artistas
       Bm    F#7                  Bm      D
Lindas peças com cenografia sem igual
  Dm     A    F#7    Bm    E    A      E
Carlos Machado fez teatro musical
         A    F#7       Bm             E              A           E  
Vai na roleta ou no bacará, vamos rodar ioiô, vamos rodar iaiá
        A   F#7          Bm          E                 A       E
Vai na roleta  ou no bacará, vamos rodar ioiô, vamos rodar iaiá
 A                  F#7       Bm
Que saudade ô, do cassino da Urca
                    E
Da orquestra " Rio Night and Day "
                     A
Grandes noites eu passei
    D          Dm         A      G   F#7
Mas hoje tem o Chico Recarey, Recar...ey
             Bm         E                  A
Que o Rio apresenta das noites o mais novo rei
        D             Dm           A
Vou no Escala, vou no show do Asa Branca
      F#7       Bm          E        A           BIS
Nesse Rio que eu amo a noite é uma criança
100 Anos de Liberdade, Realidade ou Ilusão (1998)
Tom: F
 
 Dm       Gm          C7      F
O negro samba negro joga capoeira
Dm      Gm               C7          F
Ele é o rei, na verde e Rosa da Mangueira
 Dm       Gm          C7      F
O negro samba negro joga capoeira
Dm      Gm               C7          F      C7
Ele é o rei, na verde e Rosa da Mangueira,  será? 
F
Será que já raiou a liberdade
Dm               Gm
Ou se foi tudo ilusão
     Gm7                    Gm
Será, que a lei Áurea tão sonhada
                   C7
Há tanto tempo assinada
                        F
Não foi o fim da escravidão
Cm                Ebm  D7 Cm              Ebm D7
Hoje dentro da realidade,  onde está a liberdade
 Cm  D7                Gm   D7
Onde está que ninguém viu
Gm              C7          F
Moço não se esqueça que o negro
    F7      Dm    Gm             C7        F   D7
Também construiu, as riquezas do nosso Brasil
Gm              C7          F
Moço não se esqueça que o negro
    F7      Dm    Gm             C7        F       C7
Também construiu, as riquezas do nosso Brasil, pergunte
   F            Gm                  C7                       F
Pergunte ao Criador,pergunte ao criador quem pintou esta aquarela
  Dm                   Gm
Livre do açoite da senzala
 C7                    F   C7
Preso na miséria da favela, 
 F            Gm                  C7                       F
Pergunte ao Criador,pergunte ao criador quem pintou esta aquarela
  Dm                   Gm
Livre do açoite da senzala
 C7                    F      C7
Preso na miséria da favela, sonhei 
    F                               Gm
Sonhei....que Zumbi dos Palmares voltou
                        C7
A tristeza do negro acabou
                  F  Dm
Foi uma nova redenção
  Gm          C7
Senhor, ai senhor
                            F
Eis a luta do bem contra o mal
Dm                     Gm
Que tanto sangue derramou
C7                      F   D7
Contra o preconceito racial
Gm          C7
Senhor, ai senhor
                            F
Eis a luta do bem contra o mal
Dm                     Gm
Que tanto sangue derramou
C7                      F   D7
Contra o preconceito racial
         Gm          C7      F
O negro samba negro joga capoeira
Dm      Gm               C7          F
Ele é o rei, na verde e Rosa da Mangueira
MANGUEIRA - 91    
AS TRÊS RENDEIRAS DO UNIVERSO              
  A            D7         BM
QUANDO O MUNDO ERA UMA CRIANÇA
                 E7                      A
O DIVINO UM DIA ENVIOU A LUZ DE UMA ESPERANÇA
A                   D7                 BM
ENTÃO SURGIRÃO AS TRES RENDEIRAS DO UNIVERSO
          E7                            A         
QUE VEM BRILHAR NA SUTILESA DOS MEUS VERSOS
A                           BM
UM ROMANCE ENTRE O SOL E A LUA NASCEU
E7                      A
UM ROMANCE QUE O HOMEM JAMAIS ENTENDEU
    BM           E7       A
NO CÉU A ESTRELA GUIA APARECEU
A         BM    E7    A 
RENDA DE LUZ , ME FAZ SONHAR 
        BM     E7      A     
UNIU A TERRA O CÉU E O MAR
D7    BM           E7            A
TÃO BONITA A MINHA ESCOLA A DESFILAR
     E7
VEM AMOR......
     A              D7         BM
VEM AMOR VEM VER O NOVO ALVORECER
     E7                       A 
VEM AMOR QUANTA ALEGRIA DE SE VER
     E7
UMA ROSA.....
A          D7        BM
UMA ROSA ENFEITA O JARDIM
E7                     A
A MALDADE JÁ CHEGOU AO FIM
A                D7       BM
E NAS RENDAS DE PRATA DO MAR 
E7                    A
SURGE UMA SEREIA A CANTAR
A      BM      E7           A
Ô RENDEIRA A JANGADA NÃO VOLTOU
  A            D7    BM
PASSA O TEMPO PASSA A VIDA
         E7         A 
SÓ NÃO PASSA O SEU AMOR
A
MAS QUANDO.......
MANGUEIRA
CAYMMI MOSTRA AO MUNDO O QUE A BAHIA E A MANGUEIRA TEM
INTRO: A E7
                 
      A         E7        A 
Mangueira vê no céu dos orixas 
                 F#           Bm    F# 
o horizonte rosa, no verde do mar 
    Bm 
a alvorada veste a fantasia 
              E7                 A          E7 
pra exaltar Caymmi e a velha bahia ô,ô,ô 
   A 
quanto esplendor 
                    F#        Bm    F# 
nas igrejas soam hinos de louvor 
    Bm 
e pelos terreiros da magia 
    E7                   A     E7 
o ecoar anuncia um novo dia 
   A 
nessa terra fascinante 
  A7           D          Dm          A 
a capoeira foi morar, o mundo se encanta 
           Bm         E7      A 
com as cantigas que fazem sonhar (bis) 
lua cheia... lua cheia 
         F#         Bm 
leva a jangada pro mar Oh! sereira 
            E7                  A      E7 
oh! sereia como é belo o teu cantar 
   A                   A7        D 
das estrelas a mais linda ta no gantos 
      Dm                   A             F# 
mangueira, berço do samba Caymmi a inspiração 
     Bm           E7      A7      D      Dm 
que mora no meu coração, Bahia terra sagrada 
   A      F# 
Iemanja Iansã, mangueira supercampeã 
                F# 
tem xinxim e acarajé 
   E7               A 
tamborim e samba no pé(bis) 

 

MANGUEIRA 1994

 

     D        B7      Em          A7         D       D7
Domingo no parque amor alegria, alegria, eu vou
  G      Gm    F#m   B7  Em  A7          D       A7
A flor na festa do interior, seu nome e Gal aplausos
   D               B7          Em        A7       Em
Aplausos ao cancioneiro é Carnaval é Carnaval
A7          D
é Rio de Janeiro
  A7          D     B7     Em
Me leva que eu vou sonho meu
                   A7                        D     A7
Atras da Verde e Rosa so´ nåo vai quem já morreu
  D
Bahia é luz de poeta ao luar, misticismo de um povo
  B7                       Em
Salve todos Orixas, quem me mandou
   A7                Em                  A7         D
Estrelas de lá foi Såo Salvador para para noite brilhar
   B7     Em         A7         D      B7
Mangueira! Jogando flores pelo mar
       Em                A7      D
se encantou com a musa da Bahia dá
A7         D        B7        Em
Obá, birinbau, ganzá, o Capoeira
A7           D            A7
Joga um versos para iaiá
    D                       B7        Em           B7
Caetano e Gil ( o ) com a tropicalha no olhar
  Em     A7          Em         A7    D      A7
Doces barbaros ensinando a brisa a bailar
D            D7        G        Gm           F#m       B7
A meiguice de uma voz, uma cançåo no teatro opinião
Em         A7        D       A7
Bethania explode coração

 

BACK | RELOAD | FORWARD